Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

previous arrow
next arrow
Slider

Plano Regional para Temperaturas Extremas Adversas – Módulo Frio ativo de 15 de novembro a 31 de março de 2015

O Módulo Frio do Plano Regional para as Temperaturas Extremas Adversas 2014 do Departamento de Saúde Pública e Planeamento da Administração Regional de Saúde do Algarve IP encontra-se ativo entre 15 de novembro e 31de março de 2015, com vista a emitir Alertas sempre que as temperaturas registadas e previstas coloquem em risco a Saúde da população.

A exposição ao FRIO pode fragilizar o estado de saúde e é responsável pelo aumento da mortalidade. Habitações frias, com fraco isolamento térmico e condições de aquecimento, e o uso de vestuário inadequado ou insuficiente para o aquecimento corporal, são as principais causas apontadas para os efeitos negativos do frio na saúde da população, especialmente em países com invernos mais amenos, como o nosso, onde a necessidade de evitar o frio é menos evidente.

O impacto negativo na saúde da exposição a temperaturas baixas depende de vários fatores como o nível de exposição, a dimensão e estrutura da população exposta, a sua sensibilidade, a preparação dos serviços de saúde e de medidas de prevenção adotadas.

Assim, com a ativação do Módulo Frio, o Departamento de Saúde Pública e Planeamento da ARS Algarve IP, ao informar e divulgar recomendações com medidas de prevenção e proteção, pretende obter ganhos na saúde minimizando os efeitos negativos do frio na população Algarvia.

Entre 15 de novembro e 31 de março, será emitido, diariamente, o Nível de Alerta para o dia seguinte, e em situação de risco acrescido serão comunicados os serviços de saúde, entidades com responsabilidade na proteção da população, instituições de apoio e acolhimento de idosos e crianças até aos cinco anos de idade, autarquias, freguesias, unidades hoteleiras, entre outros.

Estão definidos três níveis de alerta, o verde, o amarelo e o vermelho com os respectivos significados:

VERDE Significa que as temperaturas observadas não apresentam riscos assinaláveis para a saúde;
AMARELO Significa que se registam temperaturas que podem levar ao agravamento do estado de saúde de grupos mais vulneráveis, e há diminuição das condições de conforto da população em geral e que a previsão da sua continuidade aconselha a tomada de medidas individuais de proteção e prevenção;
VERMELHO Significa que se registam temperaturas que podem afetar a condições de saúde e conforto da generalidade da população, com maior gravidade nos grupos mais vulneráveis e mais expostos a condições desfavoráveis. A previsão da sua continuidade aconselha a que sejam tomadas medidas individuais e coletivas de proteção e prevenção. É desejável o reforço da capacidade de resposta das unidades prestadoras de cuidados de saúde.

 

Para consultar o Nivel diário de alerta, clique aqui.

folheto_modulo_frio.jpg

imagemFolheto – Departamento de Saúde Pública e Planeamento da ARS Algarve IP – Plano para as Temperaturas Extremas Adversas «Módulo frio»

imagemFlyer, English version

recomendacoes_gerais_frio.jpg

imagemProteja-se do Frio! Recomendações e Medidas de Prevenção Gerais e para os Grupos Vulneráveis

panfleto_recomendacoes_frio.jpg

imagemRecomendações e medidas de autoproteção

imgars_news_1.png
Voltar
Area Cidadão